quinta-feira, maio 21, 2009

Cinco e cinquenta e cinco

Aquela era a hora mais confusa do dia para seu Clodoaldo: a ansiedade pela chegada da hora de ir embora juntava-se a desilusão de voltar para casa.

7 comentários:

Roberta da Purificação disse...

poxa, às vezes rola isso comigo...

Camila disse...

Ai, coitadooooooooooooooooo! Mas isso é super comum. Mundo fuleiro esse nosso...

Leo disse...

Vai ai um conselho para seu Clodoaldo: meu velho, chegando em casa destampe uma cerveja e jogue uma partidinha de xadrez contra o Chessmaster.

Mara disse...

Muito bom, vc conseguiu me deixar com pena e com raiva do Sr. Clodoaldo. Por pior que fosse meu trabalho( e vc bem sabe que tive alguns ruins, ainda bem que sempre tive um excelente motivo para voltar para casa!!!!
Beijos meu artista.

Graciano Nogueira disse...

Paulinho, uma pergunta: Você que tem um home office, conseguiu se salvar do dilema do Clodoaldo ou seus cinco minutos duram 24horas?

Um abração.

Ah, próximo dia 6 estarei em Salvador, passo para um visita.

Miau disse...

Meu Tio, muito simpático e introspecto. Gostei.
Este Seu Clodoaldo está precisando de umas férias, caminhar na Chapada Diamantina e voltar. Acho que ele se resolve assim.
Abraço.

Cristian disse...

É aquela história... dá 19h mas não dá 18h!